Compartilhar

Ah Ano Novo! Tempo de reflexão, mudança e de finalmente seguir à risca aquelas promessas de emagrecer, se exercitar, estudar e aprender alemão. Mas espera… Essas não foram as mesmas promessas do ano anterior? … E do anterior, e do anterior… Ah mas dessa vez é diferente! Você está mais motivado do que nunca! Você tem certeza de que vai cumprir suas metas esse ano… Será mesmo? O que a ciência tem a dizer sobre isso?

just do it shia labeouf

De acordo com o pesquisador Richard Wiseman, 88% de todas as promessas de ano novo feitas pelo povo americano fracassam. E essa estatística provavelmente se aplica muito bem ao nosso Brasil. Mas por que é tão difícil manter as promessas de ano novo? A questão é que o seu cérebro não aguenta mantê-las. O que nós precisamos para manter uma resolução de ano novo é força de vontade. A parte dos nossos cérebros que operam a “força de vontade” é o cortex pré-frontal, que é a área bem atrás da testa.

 

Córtex pré-frontal
“Ser ou não ser, eis a questão” que só o seu cortex pré-frontal pode responder

A questão é que, quando você define uma resolução de ano novo, uma quantidade enorme de empenho e dedicação são necessárias… Uma quantidade que o seu cérebro simplesmente não consegue suportar. Para entender melhor o que acontece, imagine o seu cortex pré-frontal como um músculo. Quando você decide perder peso, parar de fumar ou estudar três horas por dia, isso é o equivalente a um sedentário tentando levantar um peso de duzentos quilos no seu primeiro dia na academia. Não é nenhuma surpresa que depois de um tempo acabamos largando as nossas promessas. Então o que você pode fazer para conseguir seguir suas resoluções? Esses são os 7 passos científicos para cumprir suas promessas de ano novo:

1Sem abstrações

Quando for escolher suas promessas de ano novo, seja específico. O que acontece nos bastidores do seu cérebro é importante para alcançar seus objetivos. Seu cérebro precisa focar em algo substancial para conseguir ter força de vontade. Em vez de ser menos estressado, medite por dois minutos todos os dias depois de acordar. Em vez de se exercitar, caminhe dez minutos antes de ir ao trabalho. Isso é transformar uma resolução num hábito.

2Escolha apenas 1

Se você escolher muitos objetivos, seu cérebro com certeza ficará sobrecarregado. E se você continuar forçando esse cronograma durante alguns dias, você começará a ficar estressado e seu cérebro começará a liberar cortisol, o hormônio do estresse. Cortisol está ligado ao mal funcionamento do sistema imunológico, aumento da pressão sanguínea e deterioração da memória a longo prazo. Resumindo: você fica estressado, depressivo e doente…. E é nessa hora que você desiste. Então, nesse ano novo, faça uma lista do que você quer melhorar na sua vida e escolha a que for mais importante para você. Pelo menos para começar… Deixe o seu cérebro se acostumar com o novo esforço.

3Passinhos de bebê

Foque nos passos, não no longo caminho…

4Apoio moral

5Foque na recompensa

Premiações e reforço positivo são muito importantes para quem está começando a criar um hábito. Nada mais justo do que um lanchinho fora da dieta depois de uma semana de limitações ou visitar seu site favorito (SciBreak coff… coff…) após uma sessão de estudos. Desde que seja controlado, isso ajuda o seu cérebro a se sentir bem fazendo aquela tarefa.

6Não se martirize

7Seja flexível

Deixe o Shia orgulhoso

2 COMENTÁRIOS

  1. Salve, Ewerton!

    Excelentes dicas para começar o ano. É interessante notar que mesmo sendo vítimas contumazes dessas armadilha psicológicas, continuamos cometendo os mesmos enganos. E o mais interessante de tudo é que estamos fadados a repeti-los mesmo depois de ler essas orientações. Parece que não estamos realmente preparados para o sucesso. Portanto, atreva-se!

    Abraço!
    Luiz.

    • Fala, Luiz!

      Como sempre você lendo minha mente… Estava “meditando” sobre isso hoje. Acredita que eu escrevi esse artigo há anos atrás? Na verdade era um roteiro de vídeo, por isso a linguagem mais informal… Na época eu fiz uma boa pesquisa e só coloquei os fatos que eu julgava importantes e realmente interessantes. Anos depois eu lanço esse texto e percebo que não usei nenhuma dessas dicas nesse meio tempo. Parece que temos mesmo que nos atrever ao sucesso. Hehe Um abraço!

      Ewerton

Deixe uma resposta