Compartilhar

Assim como diversas outras características de nossa cultura como nossa língua, nosso calendário também veio dos romanos. Até o nome “calendário” veio deles. Kalendae era o nome dado aos primeiros dias de cada mês e a semelhança das palavras não nos deixa mentir.

calendario 1Os romanos, por sua vez, basearam seu calendário no dos gregos que estavam ali pertinho. O calendário deles tinha apenas 10 meses de 30 ou 31 dias, totalizando 304 dias. Ué, mas estão faltando uns 61 dias aí! Calma, gafanhoto, chegaremos lá. Esse ano deles começava em Martius (de Marte o deus da guerra), passando por Aprilis (dedicado a Apolo), Maius (dedicado ao maior, Júpiter), Junius (dedicado a Juno) e seguindo até o final do ano com meses inspirados nos números cardinais: Quintilis, Sextilis, September, October, November e December. Depois de December, havia uma pausa para o inverno e o ano só era retomado no Martius do ano seguinte, muitos dias depois do fim de December.

numa-pompilio
Numa Pompílio

calendar 2Numa Pompílio, o segundo rei de Roma que teve sua roupa roída por um rato, resolveu colocar a ordem na parada e reformulou o calendário adicionando 2 meses: Januarius, no início em homenagem ao deus Jano,e Februarius, no fim, época em que acontecia a Februa. Assim o ano passou a ter 354 dias, um ano lunar (ano baseado nas fases da Lua). Mas tinha um problema. Todos os meses tinham quantidade de dias ímpar, isso acontecia porque eles achavam números pares nefastos. O ano, porém, tinha um número par de dias, então resolveram adicionar 1 dia a um mês para fazer um ano de 355 dias. Adicionaram à Februarius porque a Februa, aquela festa, era de purificação das falhas cometidas durante o ano. Cada um com sua loucura, não é?

mercedoniusE tinha outro problema, dessa vez menos supersticioso. O ano não era sincronizado com as estações do ano (não era um ano solar), por isso inventaram um novo mês que aparecia de dois em dois anos no meio de Februa que era chamado de Mercedonius. Sim, Februa era interrompido para que o Mercedonius acontecesse, quando esse acabava, Februa continuava, para fechar o ano. Bem bizarro, né?

julio-cesar-quem-foi-momentos-da-sua-vida-e-seu-governo
Caio Julio Cesar

Até que chega um cara bolado no poder: Júlio César. Viu essa bagunça louca e tentou resolver a parada. Chamou Sosígenes, um astrônomo grego, e esse percebeu que a confusão do outro calendário rendeu um atraso de mais de 60 dias para o ano solar (aquele que anda junto com as estações). Para resolver isso, fizeram um ano especial chamado de o Ano da Confusão que teve incríveis 445 dias que ajeitou o calendário. A partir daí nasce o chamado Calendário Juliano (de Julio, sacou?) que tinha 365 dias e anos bissextos a cada quatro anos com 366 dias. Februarius passou a ser o segundo mês.

calendar 3Com o tempo algumas mudanças aconteceram. Durante o consulado de um cara chamado Marco Antonio, foi decidido homenagear Julio Cesar trocando o nome Quintilis por Julius e assim o sétimo mês passou a ter esse nome. Um pouco mais a frente, resolveram dar o nome Augustus ao oitavo mês em homenagem ao imperador Cesar Augusto que terminou uma guerra civil por lá. A quantidade de dias nos meses eram alternados entre 30 e 31. Dessa forma, Julius tinha 31 dias e Augustus 30. Era vacilo Julio ficar com mais que Augusto. Aí deixaram os dois meses com 31 e tiraram um dia de Februarius. Parece zoeira, mas isso é verdade.

78907--chapolin-do-sbt-ter-aacute-linha-620x0-1.jpgComo se não bastasse essa mudança toda, o calendário juliano não era perfeito. Ele tinha por volta de 11 minutos a mais que o ano baseado nas estações do ano. Po, mas isso é pouquinho, eles esquentaram com isso? Não é tão pouco assim. Acumulando, dá uma adianto de 3 dias a cada 400 anos. Alguém tinha que tomar uma atitude e todos, na época, gritaram em coro: Quem poderá nos defender?

O-Papa-Gregório-XIII-implantou-o-calendário-na-sua-forma-atual
Gregório XIII

Foi aí que o Papa Gregório XIII (o Duvivier? não) chegou pra abalar. Ele reuniu um pessoal e esse pessoal resolveu utilizar a ideia de um outro cara chamado Lílio para resolver o problema. A ideia era pular os dias já atrasados e, a partir daí, pular 3 dias a cada 400 anos. Como? Presta a atenção que não é tão simples. Todos os anos seculares só seriam bissextos caso fossem divisíveis por 400. Um exemplo: 1600, 1700, 1800 e 1900. Todos eles deveriam ser bissextos pois todos são multiplos de 4 (bissexto de 4 em 4 anos, sacou?) só que, segundo essa regra, apenas 1600 vai ser bissexto e os outros anos não terão esse diazinho a mais. Conclusão: a cada 400 anos tiramos 3 dias para deixar o calendário certinho.

romani-calendarii-explicatio
Inter Gravissimas

O sumo sacerdote (aka papa) emitiu, então, a bula Inter Gravíssimas que visava convencer os países por aquelas bandas de que o novo calendário dele era uma boa. No fim deu certo, até hoje utilizamos o calendário Gregoriano no nosso dia-a-dia. Espero que tenha gostado e até a próxima!

janus_1
Sim, Jano tinha duas cabeças

Espera aí, você ainda quer saber por que Janeiro é o primeiro mês do ano? Ok, se insiste tanto: lembra que Janeiro é em homenagem ao Deus Jano? Jano é o Deus romano das transições e diz-se que ele “tem poder sobre todos os começos”. Bom, foi por isso que foi colocado lá no início.

Fontes: Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra; Calendar Through the Ages

4 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta