Compartilhar
zooey deschanel gosta de dormir
Dormir é bom… E ainda emagrece?

Se você nunca teve a oportunidade de se pesar antes e depois de dormir, pelo menos já deve ter ouvido falar na história de que acordamos mais leves pela manhã. Mas por que isso acontece? As pessoas também parecem ter a resposta na ponta da língua: “Quando você está dormindo, também não está ingerindo nenhuma caloria. Porém seu corpo ainda precisa gastar calorias para funcionar. Então você perde peso porque está queimando as refeições do dia!”  Hmmm… Será que isso faz sentido? Primeiro, vamos analisar o funcionamento do sistema digestivo… Seu corpo transforma a comida que você ingere em energia, certo? Nesse momento, nem mesmo há tempo para remorso. A explosão que vaporiza o seu corpo é a mesma que dá um fim a vida de milhões de pessoas inocen… Não, espera! O que?! … Pois é, não é bem assim que acontece… Seu corpo não transforma massa em energia. Isso faria de você uma verdadeira bomba atômica! Mas então como conseguimos energia através dos alimentos?

patrick comendo e explodindo
Se o seu corpo convertesse massa em energia…

Quando você ingere algum alimento, acontece uma série de processos que transformam essas moléculas em outras para que elas sirvam diferentes funções pelo corpo. Resumindo a história, o objetivo é conseguir utilizar e armazenar a energia de ligação que se encontra entre os átomos dessas moléculas. Porém, em nenhum momento matéria é realmente convertida em energia. Pense dessa maneira… Sabe a famosa equação de Einstein “E=mc²”? Ela relaciona massa (m) e energia (E). Já “c” é a velocidade da luz, a mais rápida do Universo e equivalente a 300.000 quilômetros por segundo! Ainda por cima, é multiplicada por ela mesma (c²), ou seja, uma pequenina massa pode ser convertida em uma quantidade enorme de energia. A explosão nuclear de Hiroshima foi equivalente a 15.000 toneladas de TNT, porém houve aproximadamente uma conversão de apenas 0,7 gramas de Urânio em energia! Se o corpo humano realmente utilizasse esse mecanismo para obter energia, um prato de comida seria o necessário manter um bando de crianças hiperativas acordadas durante anos e anos… Além disso, para perder sua “barriguinha sensual” durante a sono, você teria que liberar o equivalente a milhares de bombas atômicas de energia todas as noites. Já deu para ver que esse não é o caso, não é? Para perder peso durante a noite, você precisa realmente liberar massa. Então de onde vem essa massa?

Expirando vapor d'água
Perdemos um pouco de água a cada expiração…

É estimado que perdemos, por noite, 150 gramas de água por meio da transpiração (suor) e da própria respiração, que também libera água. Esse número pode ser ainda maior, como por exemplo quando você dorme num quarto quente. Além disso, quando expiramos, estamos expelindo uma certa quantidade de gás carbônico (CO₂), que é mais pesado do que o oxigênio (O₂) que inspiramos por conta do átomo extra de carbono (C). Fazendo as contas, estima-se que perdemos aproximadamente 100 gramas nesse processo todas as noites, apenas por meio da respiração. Já ouviu falar na dieta da expiração? Ou seja, no total, perdemos aproximadamente 250 gramas todas as noites, o que já é bastante! Porém, isso parece ir contra ao que algumas pessoas relatam, como quando dizem ter perdido 1 quilo ou mais em uma noite… Acontece que a maioria das pessoas se pesa somente após soltar um Bahuan fazer suas necessidades, seja urinando ou defecando. Geralmente subestimamos a quantidade de massa que expelimos assim, que pode ser algo entre 150 gramas e 1,5 quilos. Isso leva as pessoas a pensar que eliminaram as refeições do dia durante a noite, o que não é verdade. Tudo o que perdemos são aproximadamente 250 gramas, independente se comemos ou não demais no dia anterior. Na verdade, a grande diferença na balança está em se pesar depois da nossa maior refeição e depois de uma ida ao banheiro ao acordarmos. Portanto, da próxima vez que alguém te disser que acordou mais leve, é melhor passar longe do banheiro…

Fontes: Veritasium, Discover Magazine

Deixe uma resposta